PORTUGUÊS Fabricio Souza

Compreensão e Interpretação de Texto – Passos Fundamentais para boa prova dissertativa.

Compreensão e Interpretação de Texto – Passos Fundamentais para boa prova dissertativa.

Leitura, Compreensão e interpretação de texto é um assunto muito bem lembrando por estudantes de vestibularesEnem e concursos públicos. Muitos gente questiona de que não sabem compreender e interpretar textos.

Interpretar texto talvez seja pouco praticado para quem faz concursos, uma preocupação de muitos candidatos, na vida acadêmica essa ênfase de ensinar poucas vezes é transmitida pelo docente, contudo interpretação de texto é uma tarefa agradável, deixando um entusiasmo de querer aprender mais.

Mas o que significar a compreensão e interpretação de texto?

Conceitualmente o principal objetivo de interpretar é identificar suas principais ideias, como explicações, fundamentos e argumentos. Geralmente quando obtemos a prova, somos convocados a esclarecer o que a prova pede em questão.

Isso obriga o candidato a: Identificar, Comparar, Resumir ou reescrever com outras palavras se que chama “paráfrase”. Para isso, condições básicas devem ser úteis para interpretá-lo o texto.

As condições são:

Conhecimento gramatical semântica e estilística

A capacidade de conhecimento em gramática é fundamental e indispensável, para uma boa compreensão do desempenho linguístico da leitura e interpretação de texto, na semântica os significados das palavras de lógica formal são bem cotados em provas, tipo denotação conotação, figura de linguagem e dentre outros como qualidade do texto (estilística).

Ato de Observação: na prova de concursos públicos, entenda que deve ser levado em consideração sempre no entendimento do autor e não do leitor.

Capacidade de Raciocínio: A mente trabalha com operações lógicas discursivas, trabalho com proposições através de comparações e abstrações, que nos resulta a conclusão prováveis verdadeiras ou falsas.

Erros de Interpretação

É muito comum os erros de candidatos diante desta prova, que pouco estudam corretamente, mas dando uma atenção especial tudo pode ocorrer bem, o melhor disso é sempre praticar provas já realizadas de concurso anteriores. Veja os erros comuns frequentes que acontece:

Extrapolação – Ocorre quando sai do contexto, assim partindo para outras ideias que não há no texto, ou seja, viajando no assunto, exagerando acima do normal, apesar do conhecimento preliminar.

Contração – ao contrário da extrapolação, a tendência é ter uma diminuição as ideias, que não começam a surgir conforme estudado, causando insuficiência no entendimento no assunto do texto.

Contraposição – o texto apresenta ideias ao contrario, para fazer decorrência de resposta confusa.

Leia MaisTécnicas de Leitura Dinâmica- Tenha uma leitura mais rápida e memorização de texto

Dicas para analisar, compreender e interpretar textos


É normal ver alunos questionando que não possui conhecimento ou não sabe a forma correta a leitura e interpretar texto. Muitos têm antipatia a exercícios nessa caráter.

Acham Chatos, sem graça, e também dizem: cada um acha de sua maneira pensar e de interpretar o texto.

Na construção textual de acordo com as normas da literatura, essa concepção tem algum fundamento, havendo um a linguagem conotativa (são palavras tomada em um algum sentido de Eventualidade que depende sempre do contexto), os símbolos gerados, mas em texto não literário isso é um mal-entendido.

Diante dessa dificuldade, seguem algumas dicas para você: analisar, compreender e interpretar com mais competência.


1º – Crie o hábito da leitura e o gosto por ela.

Quando se passa a gostar de algo, quando estamos envolvidos no assunto ou algo que motive (concurso, Enem ou outras coisas particulares), passamos a compreender melhor o seu funcionamento da leitura e interpretação de texto.


2º – Seja curioso, investigue as palavras que circulam em seu meio.


3º – Aumente seu vocabulário e sua cultura.

Além da leitura, um bom exercício para ampliar o léxico é fazer palavras cruzadas.


4º – Faça exercícios de sinônimos e antônimos.

5º – Releia o texto, pois a primeira impressão pode ser falsa.

É preciso ter cautela pra ler outras vezes. Faça uma revisão novamente do texto para remediar as dúvidas.


6º – Aos cuidado e atenção ao que se pede.

A Compreensão e Interpretação de texto esta ligado a uma linha de textual e por isso deve retomar ao parágrafo para localizar o que se condiz a afirmação. Outras situações é a questão esta voltada ao plano geral (idéia) do texto.

8º – Tenha atenção a leituras de texto de todas as áreas do conhecimento, porque algumas perguntas em excesso ao que está escrito.

Compreensão e interpretação de texto

Veja um exemplo disso:
Texto:

Pode dizer-se que a presença do negro representou sempre fator obrigatório no desenvolvimento dos latifúndios coloniais. Os antigos moradores da terra foram, eventualmente, prestimosos colaboradores da indústria extrativa, na caça, na pesca, em determinados ofícios mecânicos e na criação do gado. Dificilmente se acomodavam, porém, ao trabalho acurado e metódico que exige a exploração dos canaviais. Sua tendência espontânea era para as atividades menos sedentárias e que pudessem exercer se sem regularidade forçada e sem vigilância e fiscalização de estranhos. (Sérgio Buarque de Holanda, in Raízes)

– Infere-se do texto que os antigos moradores da terra eram:

a) os portugueses.
b) os negros.
c) os índios.
d) tanto os índios quanto aos negros.
e) a miscigenação de portugueses e índios.
(Aquino, Renato. Interpretação de textos, 2ª edição. Rio de Janeiro : Impetus, 2003.)

Resposta: Letra C. Apesar do autor não ter citado o nome dos índios, é possível concluir pelas
características apresentadas no texto. Essa resposta exige conhecimento que extrapola o texto.

9º – Tome cuidado com as vírgulas. Veja por exemplo a diferença de sentido nas frases a seguir.


a) Só, o Fernando da M110 fez o trabalho de artes.
b) Só o Fernando M110 fez o trabalho de artes.
c) Os alunos dedicados passaram no enem.
d) Os alunos, dedicados, passaram no enem.
e) Falcão, canta G
arçom, de Reginaldo Rossi.
f) Falcão canta
Garçom, de Reginaldo Rossi.
Explicações:
a) Fernando fez sozinho o trabalho de artes.
b) Apenas o Fernando fez o trabalho de artes.
c) Havia, nesse caso, alunos dedicados e não-dedicados e, passaram no Enem, somente, os que se dedicaram, restringindo o grupo de alunos.
d) Nesse outro caso, todos os alunos eram dedicados.
e) Falcão é chamado para cantar.
f) Falcão pratica a ação de cantar.

Conclusão

O grande diferencial da compreensão e interpretação de texto, que muios não conseguem gostar da parte técnica da linguagem do português. Se não for seu caso e queira sucesso em suas avaliações no enem ou concurso, acredito que os resultados serão supreedentes, e ultrapassar a maioria dos concorrentes. Pois bem essa é uma pequena parte sobre tema, caso queira saber mais, veja os artigo relacionados abaixo ou nos parágrafos inicias deste artigo.

Especialização em Docência de Ensino e Educação para Concursos. | Website

Conheça método que esta ajudando milhares de estudantes e concurseiros.  Ganhe um Ebook Gratuito no seu E-mail "Tripé da Aprovação". Baixe agora!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!